sábado, 24 de outubro de 2009

NOSSAS ALUNAS DO PROJETO BAÚ DE LEITURA EM UMA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NO TEATRO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE ,CAMPUS DE ITABAIANA- SERGIPE.
PARABÉNS PARA NOSSAS ARTISTAS.

Nossas alunas em uma das ações do Baú de leitura em Lagoa da Volta -Porto da Folha -SE. Motivo de muito orgulho para todos nós que fazemos o Benedito Figueiredo.

domingo, 18 de outubro de 2009



Homenagem merecida a essas meninas maravilhosas que com carinho preparam diariamente as deliciosas merendas servidas na escola . A vocês todas o carinho e o respeito de todos que fazem o nosso amado "Benedito Figueiredo".
DIA DAS CRIANÇAS NO BENEDITO FIGUEIREDO FOI COMEMORADO COM MUITA ALEGRIA E MUITOS DOCES E PRESENTES PARA A GAROTADA.



TRABALHO DE UM DOS ALUNOS DO BENEDITO FIGUEIREDO EM DEFESA DA NATUREZA.
ISSO É APRENDIZAGEM, ISSO É CIDADANIA.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

http://www.youtube.com/watch?v=xo0VrhJE0no&feature=related
DIA DO PROFESSOR




As bolas de papel na cabeça,
as inúmeros tarefas para
corrigir, as críticas, as
noites mal dormidas...

Tudo isso não é o suficiente
para fazer você desistir do
seu maior sonho: tornar
possíveis os sonhos do
mundo.

Que bom que esta sua
vocação tem despertado
a vocação de muitos.

Sua rotina muitas vezes é
dura, mas você ainda
persiste.

Você é feliz, pois na sua
matemática de vida dividir
é sempre a melhor solução.

Você é grande e nobre, pois
o seu ofício árduo lapida o
seu coração a cada dia,
dando-lhe tanto prazer
em ensinar.

Homenagens, frases poéticas,
certamente farão parte do
seu dia-a-dia, e quero de
forma especial relembrar
a pessoa maravilhosa que
você é, e a importância
do seu ofício.

É por isso que você merece
esta homenagem hoje e
sempre.

Por aquilo que você é, e
por aquilo que você faz!

MUITAS FELICIDADES E
PARABÉNS PELO SEU DIA!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

ALUNOS DO BENEDITO FIGUEIREDO FAZEM O DESFILE CÍVICO DOS EXCLUÍDOS NUMA PRÁTICA INCONTESTE DE CIDADANIA.


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

NOSSA POETISA TARLA MOURA , ALUNA DA 6 "A"



AMOR E PAIXÃO

Não saberia bem como explicar
Se alguém me perguntasse
Sobre amor e paixão
Saberia apenas dizer
Que são sentimento que nos inquietam
E nos fazem perder a razão.
Que de tão fortes
Quase não cabem no coração.
Muitos não admitem sentir
Mas quem nunca sentiu no peito
Uma inexplicável mistura de sensações
Causando , dentro de nós ,
Verdadeira explosão
E , por mais que se tente,
O ser humano não foge
Das armadilhas do coração!

( Tarla Moura)

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

quinta-feira, 27 de agosto de 2009



As bonequinhas contadoras de história do Benedito Figueiredo

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Os alunos do Benedito em uma visita às ruinas da famosa Igreja velha ,patrimônio cultural do povo de Itabaiana.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Peça sobre a lenda do Santo antônio Fujão encenada pelos aluno do Benedito Figueiredo cumprindo uma das ações do projeto Baú de Leitura obedecendo ao tema "identidade".



.Alunos do Benedito produzem peça mostranto a realidade das salas de aula e, com muita propriedade, retratam a falta de limites de alguns alunos e o seu desrespeito para com a escola , com seus colegas e mestres.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Nossas alunas desenvolvendo ações do projeto Baú de Leitura em Porto da Folha



Executando uma das ações do projeto "Edu Comunicação" a aluna Greice Kelly entrevista Padre Almir, pároco de Itabaiana



CULTURA

Cumprindo uma das ações do projeto Edu Comunicação, alunos da Escola Municipal Vice-Governador Benedito Figueiredo localizada na cidade de Itabaiana, região do agreste sergipano, entrevistaram padre Almir, pároco da igreja de Santo Antônio e Almas de Itabaiana , sobre a tradicional festa do padroeiro da cidade para saber do religioso como a igreja tem lidado com as tranformações que o evento tem sofrido ao longo dos anos pela mistura entre as comemorações sagradas e profanas.
Como todos sabemo, o que antes era um evento exclusivamente religioso , hoje , se vê associado a ele, festas profanas como shows de artistas nacionais, caminhões da famosa trezena dos caminhoneiros tocando música que nada têm a ver com religião , além de trazerem pessoas bebendo em bares improvisados em suas carrocerias.


Alunos - Como a igreja católica encara essa mistura de sagrado e profano nas comemorações do padroeiro de Itabaiana?

Padre Almir – As comemorações profanas logo após as celebrações religiosas foram sendo implantadas ao longo dos anos e nada têm a ver com a igreja , porém proibir que seus organizadores façam essa associação entre o sagrado e o profano é muito complicado, visto que já viraram tradição na cidade e mexer com tradição de um povo é muito complicado ; essa dissociação entre os eventos poderia causar nos fiéis a falsa impressão de que a festa estaria sendo desprestigiada, diminuída.

Alunos - Como o senhor responderia às pessoas que afirmam que a festa de Santo Antônio deixou de ser uma festa religiosa para se transformar em profana?

Padre Almir – Que é uma inverdade, a festa de Santo Antônio é um evento religioso , e que as festas paralelas são colocadas só por um tempo como, por exemplo , a tradicional festa dos caminhoneiros que é patrocinada por caminhoneiros e donos de caminhões com o objetivo de receberem as bênçãos do Santo e o resto de profano é fora do controle da igreja que não tem como proibir suas realizações e os excessos cometidos pelos participantes da festa caminhoneiros a igreja não tem como coibir porque não tem poder de polícia. A festa de Santo Antônio continua religiosa, mas o profano caminha paralelo, fora da igreja.


Alunos - Para a realização desses eventos profanos associados à comemorações religiosas faz-se necessário o consentimento da igreja ?

Padre Almir - Olha, não se faz necessário porque o regime do Brasil não é teocrático e sendo assim o padre não tem poder para proibir a associação de eventos profanos aos religiosos.

Alunos - O envolvimento de políticos na organização da festa não dá conotação política ao evento?

Padre Almir - A questão é complicada porque na realidade o político representa o povo e aqui em Itabaiana a população é muito apaixonada pela política dividindo-se em duas partes fortíssimas , cada uma dessas partes tem fiéis da igreja e sendo assim o padre não pode excluir nada , nem ninguém porque correria o risco de afastar os fiéis da igreja . O problema é que as pessoas costumam achar que o religioso está tomando partido de um político só por aceitar a colaboração do mesmo em um evento, não entendem que a igreja precisa da colaboração dessas pessoas para a realização dos eventos mas tem consciência de que deve obedecer a um limite de envolvimento; tem-se que ter cuidado para não deixar que as forças políticas se apossem dos eventos que são de responsabilidade exclusiva da igreja. Lidar com isso é um momento chato mas recusar essa ajuda o povo não aceita .

Alunos – Festa de Santo Antônio, sagrada ou profana?

Padre Almir – Sagrada



Dia da consciência negra no Benedito Figueiredo